domingo, 28 de setembro de 2008

Moratalaz - Fim

Hoje acabou a maratona de torneios na espanha... e com o Brasil terminando bem na tabela - posições de número 2, 3, 4, 6, 16 e 31 - entre 161 jogadores.
Diamant terminou o torneio com uma partida boa, ganhando em 28 lances da siciliana Taimanov que ele tanto gosta de jogar de pretas, rs.
Gustavo, apesar do azar de triplicar (sim, triplicar!!!) pretas nas últimas 3 rodadas do torneio, pontuou em partida serena, indo a 6/9, e embolsando mais 15 pontos de rating.
Diego jogou o seu tradicional ataque Panov-Botvinnik contra a Caro-Kann, e em posição padrão de peão isolado, com boa atividade de peças, levou uma simplificada depois de 19...Dg5! (19.a3 não foi preciso, 19.Dg3! era bom). Tentou de tudo, mas Almagro neutralizou as ameaças e empatou a partida, lhe concedendo o merecido título do torneio - o marrrdito fez 3/4 no Brasil.
Henrique ficou em desvantagem depois da abertura, e o empate por comum acordo aconteceu no lance 19. No lance 9...g6! parece ser o fino, para responder a 10.Bd3 com 10...Cxe3 11.fxe3 Bh6, e Bd7-f5 mais tarde.

Partidas do dia (nona e última rodada)


Joguei pela terceira vez na Europa com o Fier hoje - a terceira de brancas e a terceira siciliana diferente. Depois do lance 12, eu conhecia o plano de Tb8, preparando Txb3 quando vier Bb3, seguido de d5, com compensação pela qualidade, mas o branco leva as melhores chances. 12...Bb7 é uma alternativa para sustentar ...d5. Do jeito que seguiu, o sacrifício de qualidade em f6 é bom pela debilidade nas casas pretas, e falta de achar um lugar seguro para o rei. Depois de 20...Td4 (forçado, senão Tg8+ e Tg7 chega), o final de B x C subseqüente é ganho para o branco (a partir de 26.Rd2). 



Agora seguimos para o torneio aberto na Suiça dia 2, enquanto que o Fier chega na China no dia 3. Pelo o que a mídia divulgou, Topalov não vai jogar lá, então o número 1 pela nova lista da FIDE (Out/2008) fica sendo o Top-GM chinês Wang Yue. O fato de não termos tantos jogadores da elite participando em Pequim é o europeu por equipes, que acontecerá na mesma época.

Ratings atualizados / variações em Moratalaz / variações na Europa
  • Gustavo 2163 (+15,3) (+82,0)
  • Krikor 2520 (+7,7) (+15,9)
  • Fier 2582 (-1,4) (+10,7)
  • Diego 2496 (+1,2) (+24,6)
  • Henrique 2193 (-8,9) (+41,7)
  • Diamant 2455 (+9,7) (+69,2)
Total na Europa: +244,1!

Boa semana a todos, e até a Suiça!

PS1: Queria agradecer especialmente aos sites do clubedexadrez e da FPX por estarem sempre linkando o blog, e escrevendo sobre as nossas atuações. Além de toda a audiência  que recebemos aqui, e da torcida constante!

KSM

sábado, 27 de setembro de 2008

Moratalaz - Penúltima rodada

Quinta-feira na Kapital

Ainda quinta-feira...durante a apresentação-balada (lá também é um teatro, rs)


Hoje na reta finalíssima do Aberto de Moratalaz, a poeira abaixou um pouco e cinco jogadores chegam à última rodada com chances de levar o caneco. São eles: MF Almagro e GM Fier (com 7,0 pontos), MF Gonzalez Somoza, MIs Di Berardino e Mekhitarian (com 6,5).
Sobre as partidas:

Fier escolheu uma linha interessante, que está virando moda contra a sicliana - variante Taimanov - do Diamant, e conseguiu vantagem depois de jogar 11.e5 (10...e5 por parte do preto é mais normal, jogado pelo próprio Diamant contra o GM Salgado Lopez, mês passado, no aberto de Sants). Aos poucos acumulou pressão na ala do rei, que acrescida à vantagem posicional do bispo mau em 'c8', resultou na vitória branca.
Henrique jogou seu peão dama tradicional, pegou uma ligeira vantagem, e apesar de ter deixado um mini contra-jogo nas casas brancas ao redor de seu rei, converteu o final com o peão a mais.
Gustavo começou com uma índia da dama, e acabou transpondo para uma siciliana - formação porco-espinho (peões brancos em 'c4' e 'e4', contra peões pretos em 'd6', 'e6', 'b6' e 'a6'). Depois de um plano equivocado com Tfd8? (o fino é Bd8-Bc7!, segurando o peão de 'b6' e acumulando pressão na diagonal h2-b8), levou uma pressão incômoda, e perdeu um peão nas complicações, chegando em um final sem esperanças.
Dieguito mostrou raça, e depois de perder um peão na abertura com 13...Cxe4!, criou um fuzuê na ala do rei que deu bem certo, rs.

Partidas do dia (oitava rodada)



Meu adversário se equivocou logo na abertura, e jogou a francesa - variante winawer com 6...O-O? (o normal é 6...c5, e quando 7.Dg4, daí então O-O). A grande diferença é que mesmo nas linhas com 7.Dg4, o branco segue com Dh5, para incomodar a ala do rei. Na partida de hoje, Dh5 veio direto - normalmente o cavalo preto já teria que estar em 'c6'. 8...Cg6 era uma melhor tentativa, mas as pretas já se encontram em maus lençóis depois de 9.Cf3 (com idéia de Cg5).
Do jeito que seguiu, a posição parece insustentável.




Amanhã Brasil nas 3 primeiras mesas de novo! (hoje tínhamos o Gustavo na 4 também)

sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Moratalaz - sexta e sétima rodadas

Foto do metrô que pegamos todos os dias, rs

Buenas noches!

Perdoem-me pela ausência de ontem e pelas poucas palavras que escreverei hoje... mas é o último fim de semana na Espanha, e temos que aproveitar também! rs
Abaixo seguem comentários breves e as partidas.
  • Diamant fez dois pontos convincentes e segue firme com 6/7
  • Gustavo segue em ascensão, e conseguiu 2 empates importantes - está ganhando 13 pontos
  • Fier ganhou bem ontem e hoje empatou em uma posição teórica, depois de levar uma mini-enganada na ordem de lances.
  • Diego fez o serviço bem feito ontem e hoje passou um certo sufoco mas também ganhou, rs.
  • Henrique fez excelentes apresentação na sexta rodada e hoje vinha dando uma aula até interrogar e ficar perdido com 33...Bxf3?
  • Eu joguei pela primeira vez ontem 1.c4 e5, tentei um 11...g5!? (que não deve ser grande coisa). Na posição final, estou bem por baixo, o final de TBB x TBC seria sofrido. Hoje ganhei bem depois que comi um peão em 'f4' logo na abertura.
Uma curiosidade: O líder isolado Pablo Almagro pediu bye ausente amanhã, em função da premiação de um tal circuito, algo assim... Dando ótimas chances ao Brasil de beliscar o título!

Partidas de ontem (sexta rodada)

Diego
Henrique
Gustavo
Fier
Diamant



Partidas de hoje (sétima rodada)

Diego
Henrique
Gustavo
Fier
Diamant


PS1: Amanhã coloco umas fotos da noite madrileña! Ontem fomos no aniversário de 14 anos da 'Kapital', uma balada com 7 andares, coisa nunca vista antes, rs.

Hasta la vista, baby!

KSM

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Moratalaz - Fim da metade longa

Foto de 1 mês e meio atrás... na frente do salão de jogos em Vlissingen (HOL). =)

E abaixo, Gustavo e Henrique semana passada em frente à estatua da praça 'Puerta Del Sol' (marco zero de Madrid)


Nesse dia 24 de Setembro, pela quinta rodada do Aberto de Moratalaz, um flashback de tempos passados: Em 2007, no Sul-Americano sub-20, o Fier jogava com o Mareco na mesa 1, e eu com o Fusco na mesa 2. Os dois brasileiros de brancas, e favoritos de rating. Resultado? dolorosos 2 a 0 para a Argentina.
Hoje a história não foi muito diferente. Eu e Diego na mesa 1 e 2 (só eu de brancas dessa vez), ambos favoritos de rating, e ambos chegaram a ter três peões limpos a mais a certa altura! Resultado?...

De resto, tivemos:

Gustavão segue 'on fire', e depois de sair meio igual da abertura, jogou um 22.Td6!? sacrificando a qualidade bastante ambicioso e interessante. Aos poucos criou uma pressão infernal, e converteu a vantagem em ponto. Nota de rodapé: 100% desde o aniversário de 18 anos, rs.
Diamant ganhou em 12 (sim, doze!) lances, depois de um 10...Bxd4?? muito otimista.
Henrique começou normal a partida, mas não lidou bem com a pressão branca (19...Bf8?, 21...Rh8?), e se encontrava em posição inferior quando o empate foi acordado. 22.Cd6! ganha a qualidade forçado, por causa do mate em 'g7'.
Fier encarou uma Petroff, tentou uma idéia pouco jogada (16.Ce5!?) e foi beliscando uma vantagem depois de algumas idéias imprecisas do preto. 22.Tae2! já confere jogo claramente melhor para o branco, pelo peão passado e pela pressão na coluna 'e'.
Diego jogou sua boa e velha índia do rei, e de repente ficou bem melhor pois a idéia branca de Bxf6 e fixar todos os peões nas casas brancas é inadmissível, já que vários buracos são criados nas casas negras (g5-f4-e3-g3-d4,etc). No desespero, o branco tentou 29.g5 e 30.e5 para tentar criar temas em 'g6'. Por exemplo, 30...dxe5 ganhava convincentemente. Ou também 31...g5. Infelizmente, 31...Rh8 permite 32.Cxg6+ e toda a vantagem vai por água abaixo. Uma triste derrota.

Partidas do dia (quinta rodada)


Almagro repetiu a Caro-Kann da semana passada em Parla, mas dessa vez com 6...h6 e 7...Ce7. Não avaliei bem a posição e 13.c5? foi bastante precipitado... Fechar a ala dama assim é bom só quando o preto já está rocado pequeno, por exemplo. Do jeito que seguiu, 13...g5 chega rápido e já estou por baixo na brincadeira. 21...fxe5! 22.Cxe5 Rh2+ 23.Rf1 Tf8 me colocaria em posição bem perto de perdida. Depois de muito bla-bla-bla, meu adversário arriscou demais e levou 41.Ca4! que o deixa com problemas sérios. Ao jogar muuuuuuitos xeques e comer muuuuuitos peões, eu não achei qualquer arremate... Assim que o preto jogou Dc4, o fino era jogar um e6+ na hora certa, colocar a dama na diagonal a1-h8 (g7 ou h8, digamos), e jogar Re3 defendendo os dois peões-chave (b4 e d4). 68.Df5 também ganhava, mas achei que ativar o bispo era mais importante (como sempre faltou concretizar a análise). O final subseqüente com o bispo mau é desastroso.



terça-feira, 23 de setembro de 2008

Moratalaz - Quarta rodada

Foto de hoje, jantando fora pelo niver do Gustavão:


Pela quarta rodada, tivemos partidas tensas.
E a comemoração oficial do aniversário do Gustavo foi adiada porque a noite de terça em Madrid não prometia tanto, rs.

Diego saiu sólido de pretas na abertura e não conseguiu nada até que a posição secou completamente num final de bispo de cor oposta..
Henrique pegou uma vantagem logo cedo, e tinha opções para impedir que as peças negras saíssem com facilidade, mas depois de  14.a3?! essa vantagem foi caindo. Depois de algumas trocas, 24.c5! daria boa perspectiva. O empate foi acordado no lance 31, quando o preto tem já alguma vantagem.
Fier ganhou uma partida interessante depois que seu adversário se empolgou com um 11.b4, sacrificando o peão. 17.Ba3!? era uma chance de manter certa pressão. Do jeito que seguiu, o preto converteu bem a vantagem.
Gustavo fez ótima apresentação, e não deu chances ao seu oponente, depois de abraçar uma vantagem estrutural ao dobrar em 'c3'. O abandono das brancas poderia ter vindo desde o lance 33, rs.
Diamant sofreu a primeira derrota depois de mais de um mês invicto. Numa partida bem rica em idéias, jogou um 15...Cf5? que o deixou perdido pelos temas de mate ao seu rei. 15...dxe4 seguido de Bb4 e Cf5 seria melhor, mantendo o equilíbrio.

Partidas do dia (quarta rodada)


Na minha partida, entramos em uma Gruenfeld.. escolhi uma linha (9...Cc6) que o Fier jogou comigo 2 anos atrás no Mário Covas (partida que perdi sem muita reação, rs). É uma posição bem interessante que força o branco a resolver problemas imediatos (o peão em 'c3', a eventual fraqueza em 'd6'), mas bem trabalhada pode ser perigosa para o preto, pelo bispo esquisitamente colocado em 'a5', por exemplo. Na prática, funciona bastante bem, e hoje não foi diferente. Com 17.Bf3? (17.Ba3 seguido de Tbd1 é o natural), o preto pega a iniciativa rápido, e é o único que pode tentar ganhar no final subseqüente. Resumindo do lance 28 ao 86... Torre+3 peões contra Torre +2 peões nessa formação empata tomando alguns cuidados. (a formação ideal é tentar jogar g3 e h4 rápido... se isso não der certo, o bando com 3 peões começa a ter chances boas) Uma idéia é tentar converter em um final de f+g contra h, porque com o peão 'f' passado, é bem mais fácil criar ameaças. Ou tentar f+h contra h, mais uma vez por causa do passado. Na partida de hoje, eu acabei convertendo em um Torre+f contra Torre, mas com a Torre preta não conseguindo fazer a defesa de Phillidor (Consiste em deixar a torre na terceira fila - a3, por exemplo - com o rei em f1... imagine o preto com a torre em a2, rei em g4, peão em f4. Sempre que o preto jogar f3, leva Ta8! e milhões de xeques). Entretanto, o final ainda empata com 77.Tb1, e eu nunca consigo colocar o rei na oitava. Ainda assim, joguei 77...Rf1+?? precipitado, que permite 78.Rg3! f2 79.Rf3, empatando. A malandragem é deixar a torre na terceira (e3), e preparar Rf1, porque quando vem Rg3, daí f2+!, e o preto ganha. Concluindo o falatório todo, quando eu jogar ...Te3, o branco SEMPRE tem que colocar a Torre na PRIMEIRA fila (a1 por exemplo), para evitar simplesmente Rf1. Mas depois de 78.Rh1?, está ganho de fato...


Até amanhã!

PS1: Ao anônimo fã da Kosteniuk: manda pra gente a carta, vemos o que será possível fazer, rs.
Afinal, além de modelo ela é campeã mundial agora, estará bem cobiçada na China... Até o Topalov vai dar em cima dela, rs.

KSM

segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Moratalaz - Terceira rodada

Antes de mais nada... Paaaaaaaaaaaaaaaaaaaaarabéns para o nosso único integrante que era menor de idade até ontem (já passa da meia-noite aqui). Gustavão chega à maioridade com uma boa vitória hoje, e a comemoração do aniversário essa semana promete! Pena que não vamos poder colocar nenhuma foto no blog depois (ha-ha).

Abaixo, uma foto antiga... Em Sants, uns 20 minutos atrasado para a rodada e procurando táxi que não passava, rs.


Booooooooooooooooooa noite!

Hoje no horário novo (as rodadas em dia de semana são às 18h, e não 17h), saímos com 4,5/7 (considerando dois confrontos internos). Esse horário parece não mudar muito, mas tem gente que gosta de ficar dormindo uma hora a mais... rs.
Hoje também foi dia de definições! Saíram os últimos detalhes da viagem para a China... Fier vai sozinho no dia 2, para jogar o torneio individual, e o resto da equipe (Eu, Dieguito e André) chega dia 13 para o torneio por equipes, (que não tem as escalações disponíveis ainda). Só ressaltando, tanto o individual como o por equipes tem relâmpago (3 minutos com 2 segundos de acréscimo) e rápido (25 minutos com 5 segundos de acréscimo).
Nesse meio tempo, todos nós cinco vamos jogar um aberto na Suiça! Numa cidadezinha chamada Winterthur, bem perto de Zurich. Depois desse aberto, Henrique e Gustavo voltam para terras tupiniquins, enquanto nós 3 seguimos para a China. No dia 17, acaba tudo lá e voltamos para a Holanda, para jogar o Essent Open. Dia 26 entramos no avião e voltamos para casa finalmente.

Bom, sobre a rodada...

Diego concretizou outra boa vitória contra a Caro-Kann do brasileiro Stefenello, ficando bem similar à Botvnnik - Flohr (Diego sabia de cor e salteado disso, rs).
Gustavo ganhou espaço na abertura, aos poucos foi montando, e aproveitou bem o peão forte em 'e6', que lhe trouxe a vitória.
Diamant também não teve problemas para converter o ponto de brancas. O ataque depois de 24.Dg3 é imparável.
Fier deixou uns peões por aí, e empatou o final com um carrapato clássico 53...Tf2+!, rs.

Partidas do dia (terceira rodada)


Eu e o Henrique repetimos a linha de Parla, com a diferença de que eu melhorei o 12.g3? da outra partida, e dessa vez imitei uma partida desse ano jogada pelo Karjakin, com a fina idéia de 17.Bb5!? que fica com o cavalão em d4 contra o bispo de casas brancas em 'c8'. De qualquer maneira, a posição preta é bem sólida. ...h6 era necessário para evitar o problema nas casas pretas ao redor do rei, e do jeito que seguiu, 25.Dh4! era bem forte (eu fiquei assustado com 25...Da7 26.a4 bxa3 27.Df6 a2+, mas a posição ai é completamente ganha... falha feia de análise). Logo em seguida, 27.Rb2? concedeu a oportunidade de 27...Da7! tocando no peão de 'a2' e preparando temas com Bf1, e pressão em 'd4' também. Creio que depois de 29.Cc2 a vantagem branca é boa pela pressão em 'b4' e o peão fraco fixo em 'h7'.



Amanhã jogamos nas mesa 1,2,3 e 5!

domingo, 21 de setembro de 2008

Moratalaz - Segunda rodada

Em mais um ensolarado domingo na capital espanhola, foi jogada a segunda rodada do aberto de Moratalaz, com o Brasil fazendo 6/7 (passo a incluir o Leonardo nas estatísticas, bem lembrado Andrezza, rs).

Resumindo o dia...
Diego conseguiu logo vantagem boa de pretas depois que seu adversário embananou suas peças, até levar um 14...dxe4 ganhando.
Fier se empolgou na abertura e teve que consertar uma posição meio detonada no meio-jogo, rs. Nada que um contra-ataque não resolvesse.
Henrique repetiu a vitória contra o local Tolasa esteban, o qual enfrentou semana passada em Parla. Hoje as pretas vieram com uma idéia nova de 10...Cfd7, que não deu muito certo, rs. Seguiu uma boa vitória branca.
Diamant logo simplificou a posição para um final equilibrado, com melhor estrutura e aos poucos foi pegando uma vantagenzinha até ficar ganho com 50...Th7, com pressão infinita no peão de 'h2'.

Partidas do dia (segunda rodada)


Joguei hoje a minha vigésima sexta siciliana na europa (em 39 partidas!). Dessa vez de pretas, variante Scheveningen (que logo logo está merecendo uma versão em português, rs).
Meu adversário não soube ajeitar bem as peças e teve que jogar um 21.e5 (se 21.Bg1, Ca4! é chato), depois do qual a vantagem do par de bispos começa a ficar incômoda.



Amanhã temos dois confrontos nacionais, rs. Diego joga com Leonardo, e pra variar, eu vou contra o Henrique.
PS1: Estamos com um problema sério de achar uma foto com todo mundo, então vou colocar por partes, rs. Essa é de quinta-feira:
Terça-feira à tarde indo para a loja de xadrez:


Quinta-feira antes de sair:


KSM

sábado, 20 de setembro de 2008

Moratalaz - O Recomeço

Depois de 5 dias sem jogar uma rodada (o recorde na Europa), voltamos aos tabuleiros hoje.
Considerando que somos os piores turistas do mundo, até que passamos bem essa semana, chegando até a visitar o Museu do Prado (um dos mais importantes do mundo). Conhecemos também a 'Casa del Ajedrez', (não é a mesma que tem em MG, apesar do nome, rs) uma loja de xadrez bem simpática, que fica aqui perto do centro (Para deixar claro, Parla fica uns 30kms do coração da capital, enquanto que dessa vez estamos em um hotel que fica 2 minutos da praça 'Puerta del Sol', o marco zero de Madrid).
De resto...Madrid não dorme, apesar de parecer uma cidade bem mais tranqüila que Barcelona. Segunda-feira de noite aqui é bem mais agitado que o sabadão de Parla :p
E o que tem de brasileiro aqui não tá escrito também, rs.

Sobre o torneio... Fier número 1, eu 2, Diego 4, Diamant 6, Henrique 21, Gustavo 31. Fica claro que não existe possibilidade de norma de GM aqui, já que o Fier é o único. As chances de norma de MI são quase nulas, pois são pouquíssimos os estrangeiros - 150 espanhóis, 1 ucraniano, 1 paraguaio, 1 romeno, 1 cubano e 7 brasileiros (sete?)
Sobre o sétimo brasileiro, um fato curioso: É o brasiliense (eu acho) Leonardo Stefenello, o qual eu conheci no Pan-Americano de 2001, na Argentina, e nunca mais vi desde então. Ele tinha parado de jogar na época, e está voltando à pratica ultimamente (hoje em dia ele mora Paris).

E a rodada foi boa, 6/6!
Fier deu uma arca de noé em sete lances, rs...
Diamant jogou o seu 6.Be2 de estimação contra Najdorf, e ganhou convincente, depois que o preto jogou um 11...Tc8?! (11...exf4! era bom, seguido de 12...Tc8 ou 12...d5!?. Assim que 12.f5! chegou, a falta de espaço sufoca o preto.
Gustavo não teve problemas para ajeitar bem as peças, pegar uma vantagem confortável e arrematar com 17.d6!, abrindo fogo direto ao rei preto.
O adversário de Diego tentou uma novidade com 10...Bxb2?! (10...gxf6 é o jogado, mas a linha toda com 9...Bxc3 é duvidosa), que é bem ruim, pois 11.Bxg7 força o preto a 11...Bxa1 12.Bxh8 Bxd4 13.Bxd4 Cxd3 14.Dxd4, com vantagem. Entretanto, 11...Tg8 leva 12.Cxe6! com vantagem decisiva ao branco.
Henrique teve a partida mais dura da rodada, e ganhou um final lá na frente. A idéia de 9.Td1?! na abertura não parece muito feliz, já que perde uns tempos de desenvolvimento, e permitiu 12...Da5!, pressionando toda a ala da dama. Mais tarde, entrou em um final complicado e aos poucos consertou, até conseguir vantagem decisiva com 32...Cc6! e depois que cai em 'd4', o branco tem problemas.

Partidas do dia (primeira rodada)


Eu joguei contra uma Najdorf, e tentei uma idéia que o Fier tinha me comentado outro dia, de 8.Bc1!?, para tentar jogar alguma outra linha, mas com o peão já em 'h6', que podia eventualmente ser uma desvantagem em certas posições. Claro que não é a refutação de 6...Cg4, mas pode incomodar se o preto não lidar bem... que não foi o caso, rs. Até 22.Cc4 eu não achava minha posição nada genial, se meu oponente optasse por 22...Dd8. Depois de 22...Dc7?, tenho 23.Bxe5! e vantagem clara. O resto foi jogado no apuro de tempo dele, e logo veio o equívoco de tirar o cavalo de f6 da 'zaga', deixando que eu preparasse o 'estilingue', mirando a casa de h7.



PS1: Ficar sem escrever uma semana enferruja, rs. Não reparem em eventuais erros.

PS2: Ah, aqui não há transmissão on-line também. Horário das rodadas: 17h nos Sábados e Domingos, e 18h nos dias de semana.

PS3: Para os curiosos... segue foto da 'jovem e bela' citada em Parla, rs. Ela também está jogando aqui em Moratalaz, só para constar.

domingo, 14 de setembro de 2008

Parla - André Diamant do Brasil!


No detalhe: Estádio Santiago Bernabeu, em Madrid!

*Fim do Aberto de Parla*

Jogando as rodadas todo dia às 18:00, fica difícil levantar no domingo para jogar às 10:00. Mas faz parte do processo, rs.

Para a felicidade minha e do Diamant, nós tínhamos acordado o empate desde ontem (sim, o drama no blog foi desnecessário, rs), e com isso tivemos umas horinhas extras de descanso hoje.
Reiterando o fato, Diamant fez sua primeira norma de GM hoje!! Ele enfrentou os números 1,3,4,5,6,7 do torneio desde a terceira até a nona rodada, sem perder nenhuma partida, e ainda beliscou duas vitórias nesse meio tempo. Mostrou bastante maturidade nos últimos dois torneios, e tem tudo para seguir com resultados positivos.



No resto dos combates, tivemos:

Diego encaixou certinho a preparação até o lanxe 16 contra o MF local Perez Gonzalez (sósia do GM Michael Adams, embora só eu tenha achado isso, rs), e logo beliscou boa vantagem, ao acertar no tabuleiro a idéia fina de17.Th5!, como na partida Acs - Nyback. Seguiu conduzindo melhor que o GM húngaro Acs com 19.Bf2!? no lugar de 19.Bxe7?, dando muito jogo ao preto.
A vantagem foi aumentando gradativamente, até que uma hora a posição veio abaixo com 33.Cxf5! +/-.
Henrique enfrentou a surpresa de seu adversário (o MF Cabrera Trujillo) jogar uma eslava, fugindo de sua tradicional índia do rei. Seguiu normal, mas tomou uma decisão errônea de 12.Cxe4?! (12.Bb2 fazia-se necessário), facilitando o jogo das pretas, pois depois de e5 e exd4, o cavalo chega até 'e5', e o único bando que pode buscar vantagem, são justamente as negras. No final de BB x BC, uma condução convincente trouxe o 0-1.
Gustavo encarou a mesma Trompowsky que tem usado de vez em quando, e logo chegou em uma posição fechada, similar à Semi-Benoni (Benoni Antiga), que começa com 1.d4 c5 2.d5 e5, e por aí vai. Arranjou bem as peças, mas tardou em jogar um ...h5 (no lance 13, por exemplo), para ter a opção de ...g4 e/ou ...h4, e também para que o branco não consiga ficar tão confortável na ala do rei (com Cd2-Cc4-Ce3-Bg4, como seguiu na partida). No lance 23, as brancas adquiriram boa vantagem com 23.Ce4!, ou mesmo com 23.Bxf5, mas tomando os cuidados devidos, afinal das contas, o par de bispo pode sair rasgando a qualquer momento. Assim que chegou 28...Bf4!, as pretas já estão no jogo e daí para a frente começou a carnificina contra o monarca branco, terminando com um mate de peão inusitado 35...c4#! Para quem não lembra, Gustavo está se especializando nessa área, vide sua partida contra o MI Pakleza, no Aberto de Sants.
Fier repetiu a linha com a qual ganhou do MI Moreno Ruiz pela quinta rodada, aqui em Parla. Dessa vez, seu adversário, o GM Vazquez escolheu o mais venenoso e teórico 13.f3. Um 19...b5 no momento errado começou a complicar a vida do nosso GM brasileiro, pois a retomada desse peão perderia uma peça (20...Cxb5 21.Da4! ou 20...Bxb5 21.Bxc7!). Depois que o peão de 'a7' cai, já não há mais esperanças e o resto foi inevitável.

Partidas do dia (nona e última rodada)


  • Classificação final do Aberto de Parla (Palmas para o cubano Ortiz, que demonstrou um xadrez bastante firme e levou mais um aberto na Europa. Segundo ele, vai a 2520 na próxima lista, e já tem duas normas de GMs... para quem se surpreendeu com esse rating de 2392, tá aí uma explicação plausível, rs)
PS1: Hoje saimos de Parla logo depois da premiação, viemos para o centro de Madrid, deixamos as malas no hotel e fomos voando para o Santiago Bernabeu!! Assistir Real Madrid x Numancia!
A parte bizarra é que a disputa era grande para ver quem estava com mais sono depois da rodada matinal... mas 4x2 no primeiro tempo foi suficiente (mais ou menos, rs) para despertar os ensonados.

PS2: Diamant agradece todos que o cumprimentaram aqui no blog pelo resultado da norma. :D

PS3: Um vídeozinho para descontrarir: Ivanchuk apuradaço de tempo e inconformado de não ter ganho a partida de Aronian na penúltima rodada em Bilbao.

PS4: Escolhemos o fotógrafo oficial da turma...Gustavo! Vocês aprovam? Mais duas fotos abaixo.

PS5: Hoje tivemos a segunda classificatória do brasileiro de xadrez pela Internet no ICC, com vitória do criativo jogador catarinense Alfeu Bueno, parabéns!!


Indo para o estádio #1
Indo para o estádio #2

KSM!

sábado, 13 de setembro de 2008

Parla - Penúltima rodada

Mais um dia positivo verde-amarelo: 5 em 6!

Gustavo jogou no melhor estilo canarinho usando a abertura Trompowsky (para quem não entendeu, segue o link da wikipédia) e aproveitou bem a melhor estrutura de peões, além da pressão eterna na coluna 'c'. No fim, ganhou um final de torres sereno.
A partida de Fier era a mais esperada do dia, pois todos queriam ver alguém parar o cubano-máquina Isam Ortiz com 7/7. Não foi diferente. Enfrentando a siciliana Najdorf, utilizou sua favorita 6.Bg5. Enfrentou uma sub-linha 9...Bd7?! (jogado por Morozevich em 2001, contra Leko. Nem todas as idéias exóticas do Moro são boas, rs) e manteve uma pressão do começo ao fim, desfechando com um ataque de mate ao monarca sem-teto em 'e8'. Com essa vitória, Fier embolou todo o grupo de cima, e deixa a decisão para amanhã.
Diamant continua 'on fire' e ganhou de novo! Dessa vez contra o MI letão Starorits. Diga-se de passagem, esse é um dos caras mais criativos que eu vi jogar ultimamente. Mostra disso é o plano escolhido por ele nos lances 14-16 da partida de hoje. 14.Tb1!?, seguido de 15.b4!? e 16.Tb3!!. Vale notar também seu repertório de aberturas exótico. No fim das contas, essa idéia é fina mesmo, e a melhor defesa era 19...Df5!, forçando a troca de damas, e tentando defender um final com qualidade a menos. O preto encontrava-se em maus lençóis no lance 21, ao ser obrigado a jogar 21...Dg8. 22.Tf7! definiria a partida no ato, pois 22...Bf8 23.Df3! Ta3 24.Txf8 Txf3 25.Txg8+ Rxg8 26.gxf3 gxh6 27.Tb1, com vantagem decisiva. Entretanto, como já percebemos ultimamente, Nossa Senhora Aparecida está forte aqui na Europa, e depois de 22.Bxg7+??, André, como de costume, não deixou escapar a posição ganha e embolsou o ponto convincemtente com direito a uma seqüência bonitinha no final (34...Dh8!, 35...Dd4!, 36...Bd6! 37...Bb7! e 38...De4!). No fim do post, escrevo sobre suas chances de norma. :D
Epishin jogou hoje com Diego no mesmo estilo da partida de ontem comigo. Tenta manobrar aos poucos as peças, mas tem como primórdio evitar os planos do adversário. Nesse carnaval todo, o preto jogou um 12...e5? precipitado, e logo se encontrou em posição bem inferior, quando o branco consegue jogar 17.e4 e 18.e5. Já estando em desvantagem e sem espaço, 22...Bc8? complicou tudo de vez, ao perder o peão de 'c6' com 23.Bxc6!, pois no caso de Txc6, 24.Cd5, seguido de 25.Txc6 e 26.Ce7+.
Henrique logo igualou de pretas em uma francesa, variante Tarrasch, ao conseguir jogar 4...e5! e se livrar de todos os problemas. Depois da troca de damas, o preto sempre está um passo à frente de seu adversário, a começar pelo peão isolado em 'd4'. No meio-jogo, o branco não soube bem o que fazer e tomou decisões duvidosas como 24.Bxg6?! e mais tarde 32.Be3?? que perde no ato, pelo tema na grande diagonal (33...Txe5!).

Partidas do dia (oitava rodada)


Encarei hoje uma Scheveningen, e depois do costumeiro 6.g4 que tenho jogado, meu adversário optou por não colocar o cavalo em 'e5', que é a idéia mais da 'moda'. Fier jogou assim comigo em Vlissingen, mês passado (torneio que parece ter acabado há uns 4 meses, rs).  As idéias de 10...Tb8 e 12...e5 não combinam entre si, com o bispo ainda em 'f8'. 13.Cd5! ficaria parecido com a partida, mas sem precisar puxar o bispo. De qualquer maneira, o preto continua com problemas depois de 15.O-O-O. 17...Be7? piorou o que já estava esquisito, e levou 19.d6, que pega o par de bispos limpo por Torre e peão, suficiente para dar vantagem decisiva ao branco.



Bom, agora o que todo mundo está curioso para saber: Diamant joga amanhã tendo que empatar para fazer a primeira norma de GM.
E com quem ele joga...?
Comigo! rs

E Fier joga na mesa 2 com excelentes chances de ganhar o torneio!
PS1: Amanhã a rodada é de manhã, acho que conseguirei escrever só de noite, dependendo do hotel que ficarmos em Madrid.

PS2: Topaloooooooooov levou o título em grande estilo, ganhando do Ivanchuk na última! Apesar da dolorosa derrota de Aronian para Radja hoje, ainda estou feliz pelo Topa. Na verdade nunca fui muito fã dele, mas algo me dizia que esse era o torneio dele, rs. De quebra, ele passa a ser o número 1 do mundo, de acordo com o site da moda Live Rating.
No próximo post eu vejo com calma quem chegou mais perto no bolão de Bilbao, rs.

Ratings atualizados até hoje e variações em Parla (já calculadas)

Fier  2588 (+2,3)
Krikor 2513 (+5,8)
Gustavo 2137 (-16,5)
Henrique 2204 (-4,8)
Diego 2492 (-1,5)
Diamant 2443 (+23,3)

KSM

sexta-feira, 12 de setembro de 2008

Parla - Sétimas impressões

Hoje: 3,5/6 para o Brasil, em partidas bastante tensas, rs.

Fier parece ter saído bem da abertura, quando seu oponente avançou todos os peões do rei, mas uma hora começou a levar pressão, até cair um peão, e daí para a frente conduziu bem a defesa, num final de torres por baixo. Os dois lados jogaram bem, e o branco deixou passar uma chance lá pra frente com 66.Rc6! Ta8 67.Ta7!. De qualquer maneira, mérito do Fier de tentar a melhor chance. No fim das contas, empatou mesmo, rs.
Diamant segue firme, e conduziu bem a partida toda contra o experiente GM cubano Reynaldo Vera (quarta vitória do Brasil contra GMs na Europa!, além das três do Diego) , conseguindo concluir o plano de aproveitar a casa fraca de 'd5', e subseqüentemente preparou um belo tema de desvio - 21.Db3 e 23.Td3 para 24.Cxe7!, assim que o preto interrogou com 24...Bb7? e 25.Tg3! Daí para a frente, a vantagem já é decisiva. Um ponto bem importante, e dependendo do emparceiramento de manhã, tem chances ótimas de norma na reta final. :D
Gustavo se equivocou na abertura ao jogar um 11...Ch5, e depois de 12.Ce4! tem problemas para defender o barraco. Uma chance possível era 12...exd4 13.Cxd4 Da5 14.Bxd6 Ce6, com vantagem clara para o branco, mas podendo seguir bola tranqüilo. 12...d5? expôs muito a estrutura, e seu adversário jogou os finos para arrematar mais tarde.
Henrique jogou um 7.Ce5? precipitado na abertura, mas conseguiu consertar aos poucos, no momento em que seu adversário não jogou 12...Bxc5! por exemplo, ativando bastante as peças. Depois de criar os peões cougantes em 'c5' e 'd5', o branco já tem um alvo para pressionar. Essa pressão foi aumentando gradativamente, até que tudo desabou no lance 27.  Atenção para o plano curioso de 33.Rf3!?, ameaçando 34.Txa5. Nota de rodapé: As pretas perderam por tempo no lance 43. Uma possível condução do final para converter a vantagem seria: colocar o peão branco em 'a6', e levar o rei até a ala da dama para ajudar na coroação. No caso do preto tomar um dos peões da ala do rei (f3, por exemplo), o branco passa a torre para a sexta fila (Tb8-Tb6, digamos), o rei vai pela 'frente' da torre (Re4-Rd5-Rc6-Rb7), e o peão avança (a7-a8). Se o preto tentar levar o rei até a ala dama, com Rf7-Re7, por exemplo, ficará no meio do fogo, e no momento de Re7, a7! ganha (com a Torre ainda em a8), pois agora a ameaça é Th8! Txa7 Th7+. Vale a regrinha de que quando o peão chega em a7, o rei da defesa tem que estar em g7 ou h7, unicamente. Concluimos assim que se o peão está em 'a6', o rei precisa ficar de olho em g7 ou h7, para voltar a qualquer momento. Fazendo uma compração bizarra, é equivalente mais ou menos aos jogadores de baseball quando esperam o arremesso da bola, e tentam ir para a próxima base, rs.
Diego jogou um ataque inglês, e logo chegou em uma posição esquisita para ambos os lados, onde o preto não consegue rocar fácil, mas o rei branco também se encontra no meio da rua. Depois de um meio-jogo bem confuso (o preto tinha a opção de 26...Cc3, seguido de 27...e4!), se saiu bem das complicações e carimbou a vantagem lá na frente com  35.Th5!. Um arremate mais artístico seria  37.Cg4!!, mas o ponto também está garantido com o 'humano' 37.Th2. 

Partidas do dia (sétima rodada)


Na minha partida, Epishin jogou uma Gruenfeld do fianchetto, com 6.Cbd2, que é bem tranqüila, mas como gosta de dizer o Dieguito, vira 'xadrez', rs. Ou seja, sem muita teoria, sem muita decoreba, sem linhas quilométricas. Inovei no lance 11, ao jogar e6. Não me lembrava, nem percebi na hora que era obrigatório jogar 11...a4 para conseguir espaço (12.bxa4 me assustava, porém 12...Ta6 seguido de 13...Da8 dá contra-jogo o suficiente). Quando comecei a avaliar melhor a posição, percebi que não tenho nenhum plano claro, bom e útil para fazer. Por isso, 13...Bf8 e 14...Bg7, rs. (com direito a caretas de Epishin, hehe). Depois de muito blá-blá-blá, (o branco melhorando as peças aos poucos), entrei em um final inferior, pela pressão no peão em 'b7'. Mas, com 30...Cb4!, conseguiria melhorar consideravalmente o jeitão das minhas peças, ao tentar ...Cd5 e ...b6. Além disso, existe a idéia de jogar Ca2 para perseguir o bispo no caso de Bc1 ou Bc3.(30...Ta7 é muito passivo, o branco poderia progredir aos poucos com Bc3, f3, Rd3, Cc4, e4, etc, etc..). De qualquer maneira, entregar dois peões não era o mais aconselhável a fazer com 30...e5?, 31...Bxe5? e 33...Ta2?, rs. (não vi a torre comendo em 'c7' e indo a 'd7' para defender o cavalo na análise inicial).



O emparceiramento de amanhã não saiu ainda, estranhamente. 
Mas daqui a pouco deve sair:

PS: Nosso próximo torneio será o Aberto de Moratalaz, também região de Madrid. Começa dia 20 de Setembro, e vai até 28.

Ratings atualizados e variações em Parla:

Diamant 2437 (!!) (+16,9)
Krikor 2512 (+4,1)
Fier 2586 (-0,5)
Henrique 2200 (-9,0) (a FIDE corrigiu seu coeficiente para os torneios de Sitges e Badalona, que na verdade era 15, e não 25. Por isso a previsão anterior era de uns 30 pontos a mais).
Gustavo 2135 (-18,8)
Diego 2496 (+2,1)

KSM


quinta-feira, 11 de setembro de 2008

Parla - Sexta rodada

Nessa quinta-feira ensolarada em Parla, tivemos:

Diamant continua mais sólido que uma pedra, e empatou sem problemas com o GM cubano (joga pela espanha) Renier Vazquez, em uma Petroff, onde não só o preto abdicou de tentar ganhar ao jogar 2...Cf6 (rs, brincadeira), mas o branco entrou na dança e transformou a posição numa secura total com 5.De2 e 6.d3. André pega o terceiro GM amanhã (Reynaldo Vera), e mantém chances de norma, se pegar as bandeiras que faltam para cumprir os requisitos da FIDE.
Gustavo acertou uma bela partida hoje, não deixando seu oponente sequer respirar, e o fez morrer de barriga cheia com um arremate convincente - 20.Bd6! (quem manda comer em c4 e querer defender depois? 6...Db6 é duvidoso. O natural é 6...b4 7.Ca2 e6 8.Bxc4, com jogo balanceado).
Diego usou uma idéia bem interessante do novo pop-star francês Maxime Vachier-Lagrave (atual número 22 do mundo, de acordo com o site Live Ratings). Seu adversário, o local Sergio Adan Bermudez, repetiu a linha que jogou com Fier, pela quarta rodada (1.e4 c5 2.Cf3 b6!?, salve Eduardo Limp!). Jogando 6.Bg5 e 7.Df3, o branco tenta jogar um Dg3! oportuno, tocando no peão de 'g7', além de aumentar a pressão na diagonal h2-b8. A partida-modelo de onde a idéia foi extraída é Vachier-Lagrave x Bauer, dia 20 de Agosto de 2008! Seguindo a partida, o branco já está ganho depois de 11.a3! O resto foi só pra cumprir tabela, rs (bem arrematado pelo MI carioca, com 12.Cdb5!!).
Fier entrou em um final teórico da Dragão (com 9.O-O-O e 10.Rb1!) , onde o branco ganha a dama por torre e bispo, e faz o adversário sofrer bastante, geralmente, rs. Eu joguei esse mesmo final duas semanas atrás, no aberto de Sants, também com vitória branca. Na partida de hoje, uma idéia diferente foi testada pelas negras: 16...Bf5 ao invés do normal 16...Be6. Dessa maneira, existe uma pressão em 'c2', mas em compensação g4-h4 chega mais rápido, que acabou ocorrendo na partida. Apesar de devolver a torre pelo bispo de casas pretas, Fier conseguiu uns pimpolhos passados na ala da dama, além de ter uma pressão constante no monarca de 'g7'. Ganhou uns lances mais tarde ao coroar os mencionados pimpolhos, rs.
Henrique jogou uma benoni de cores invertidas, com um tempo a menos, mas levou um truque logo cedo com 13.Cxe5!. Daí pra frente, segurou bem a casa, e conseguiu neutralizar aos poucos a vantagem branca do par de bispos. No fim das contas, chegou em um final bem seco de cavalo contra bispo, onde o branco tinha chances mínimas de forçar, por existirem peões nas duas alas.

Partidas do dia (sexta rodada)

Diamant
Gustavo
Diego
Fier
Henrique

Levei mais um olé tradicional de preparação hoje, rs. o cubano Ortiz me jogou uma Pirc, ao invés da tradicional sicliana Najdorf ou Scheveningen, que costuma colocar em prática. Segui a formação de um ataque padrão (Be3,f3,Dd2, O-O-O), mas depois tomei algumas decisões duvidosas, como 13.c4?! (13.dxc5! dxc5 14.c3 era possível, evitando que o preto consiga tantas casas boas para seus cavalos na ala da dama 'c5' e 'b6', e conseguindo mais espaço para as minhas peças). Outra opção era 15.Cxd4! ao invés de 15.Bxd4?!, que permite 15...e5! Daí para a frente, estou bem inferior, apesar do bispo bem mal-colocado em 'g7', e fiquei tentando me remoer sem espaço, mas uma hora a posição foi para o brejo, e fui obrigado a entrar em um final claramente inferior de par de bispos contra bispo e cavalo. Apurado de tempo, ainda por cima levei pressão do meu oponente nos lances finais, e não vi 37.Ch3!, que continua bastante inferior, mas prolongaria a resistência. Detalhe triste mas engraçado é que o cavalo de 'g1' caiu no lance 39, sem ter saído de casa, rs.


PS1: Agora na janta, tivemos um strognoff à la Goiás. :D

PS2: Amanhã é dia de decisão em Bilbao, a penúltima rodada definirá quem belisca as melhores chances do título. E, mais uma vez segundo o site Live Rating, faço aqui uma menção honrosa ao ucraniano-gênio-de-outro-planeta Vassily Ivanchuk, que depois de tantos e tantos anos na elite, dando mostras de um xadrez surreal, assumiu pela primeira vez o posto de número 1 do mundo, ainda que provisório. Bravo!

KSM

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Parla - Quinta rodada

Hoje era dia de acordar cedo para sair do quarto e deixarem arrumar a confusão que tá aqui...
Mas ficou pra amanhã de novo, rs.

O dia não foi diferente: levantar, comer alguma coisa, fechar uns detalhes da preparação para a partida, dar um pulo na academia, voltar pra cá, se aprontar e ir jogar.

A rodada teve:

Fier encaixou redondamente o que tinha visto em casa, e logo pegou uma vantagem confortável, (ao jogar 21...Ccd5) convertida em peão a mais num final de torres (31...Txd4+). Mais tarde, o branco tinha chances de defender o final por baixo, jogando 46.Rg4 gxh5+ 47.Rxh5. Entretanto, com 46.h6??, perde forçado o final de peões que aconteceria, pois: 46...Tg3+! 47.Tg4 Tf5+! (momento que o branco abandonou) 48.Txf5 Txg4+ 49.Rxg4 gf5+ 50.Rxf5 Rf8! e a vitória está no 'borso'.
Henrique enfrentou uma Gruenfeld, e particularmente uma idéia bem pouco jogada (12...Cc6 direto, sem 12...Bg4). Reagiu bastante bem, entrando quase que forçado em um final de Torres com 5 peões contra 4, todos bem unidos (ao jogar 28.Txd7). Seu adversário defendeu bastante bem e não deu chances para o branco tentar espremer aos poucos. Depois do empate, ficamos quase 1 hora pegando todas as partidas que cairam em finais similares a esse, e tentamos estudar os planos, idéias. De fato, tentar ganhar está longe de ser fácil, e sendo bem jogado por ambos, o final deve empatar. Jogar ...h5! e ...f6! colabora bastante na defesa, pois restringe a mobilidade dos peões brancos.
Diamant saiu esquisito da abertura, mas teve bastante habilidade para jogar os finos (16...Tc8! e 20...f6!! com idéia de Bg8, tirando todas as peças do fogo), segurar a atividade toda branca, e endurecer a resistência jogando um final de Torre+Bispo contra Torre+Bispo, sendo os bispos de cor oposta, e um peão em 'a' a menos, mas que dificlmente avança. Vendo as sugestões do computador, o preto dispunha de um 26...h5! bastante sangue-frio, com idéia de ...Th7, Bd5, etc. E de repente surge até um ataque contra o rei branco aberto, rs.
Diego jogou uma Najdorf exímia, exclamando todos, e convincentemente mostrando que a idéia de 19.Dxb4 de seu adversário é duvidosa (19.Dxd6 tentando igualar seria mais plausível). Quando subiu a seta, interrogou dois lances no apuro, o que foi suficiente para complicar toda a posição. (33...Re6! era fino, ou depois 34...Cc3!) De último recurso, ainda era possível um esquisito 37...Rc5, seguido de Cd5, tentando bloquear em 'c7'.
Gustavo jogou uma abertura bem convincente, conduziu bem o meio-jogo, logo abraçou uma grande vantagem, e tinha 26...Dd1!, por exemplo ficando bastante ganho, pela falta de espaço que domina a posição branca. Mas é bem nessas horas que acontece o inesperado, e a cegada do bispo em e2 fez com que a derrota fosse inevitável.

Partidas do dia (quinta rodada)

Diego
Gustavo
Fier
Henrique
Diamant

Na minha partida, escolhi jogar 1...e5, pela primeira vez nos últimos tempos, considerando o repertório do meu adversário, e logo entramos em uma vienense limpa (1.e4 e5 2.Cc3 Cf6 3.f4 - salve Alfeu Bueno! rs) de cores invertidas, pois o branco jogou c3 no lance 3 e depois c4 no 10.
A pressão na ala da dama tentada pelas brancas é bem incômoda (pois quando b5 chegar, é ruim jogar cxb5 por causa de axb5 e problemas em 'a7'), mas o contra-jogo na ala do rei chegou bem antes com 16...Bf3! (Starostits devia ter trocado o bispo em 'g4' antes para evitar esse tema). Em seguida, 18.Rh1! era a melhor defesa (eu não tinha visto nada claro ainda), mas 18...e3! 19.fxe3 Ce3+ 20.Rg1 Cxf1, ganhando a qualidade, mas existe bastante resistência ainda.
Na continuação da partida, já não há mais esperança.




Hoje exagerei no texto e demorei no horário, mas a Internet tinha caído aqui mais cedo, não reparem.
PS1: Topalov e Aronian no topo em Bilbao!!! ouvi alguém prever isso outro dia :p

KSM

terça-feira, 9 de setembro de 2008

Parla - quartas impressões

Fim da metade 'curta' do torneio.

Diamant concluiu hoje a décima oitava partida seguida ganhando rating. Empatou numa repetição de lances com o número 1 do torneio, o russo Vladimir Epishin, que já figurou entre os 30 melhores do mundo, na época de 2000. Empatou com o Kaspa em partida pensada, no campeonato russo de 2004, por exemplo.
Henrique enfrentou uma linha exótica de 6.exf6 na francesa, variante McCutcheon, inédita em suas partidas pensadas. Reagiu bem, acertando todos os lances na abertura, e se equivocou lá na frente ao não jogar 21...Rd6!, que teria igualado sem nenhum problema. Caiu na tentação de jogar um 21...Cd6 e depois não conseguiu desenvolver a ala da dama em tempo.
Diego saiu confortável da primeira fase do jogo, e logo adquiriu uma vantagem mínima na variante clássica (também da francesa). Entretanto, essa vantagem beirou ficar mínima demais, e a única chance clara parece ter sido 25.Dxb7!? (que já é bem arriscado), pois deixa 25...d4! 26.Cxe4 Txe4 27.Dxa6. O peão de 'd' é bem incômodo, e com Dama+Torre no tabuleiro, pode dar problema. 25.Dxb7 dá mais chances de ganho, mas também periga perder sem tomar os cuidados devidos. Mais tarde, o empate era inevitável.
Gustavo acertou uma excelente preparação, e conseguiu uma grande vantagem no relógio, além
de ter boa posição depois de 15.Da4! Talvez 16.cxd6 exd6 17.Dxa7 fosse possível, embora tenha seus riscos. Outra chance era o complexo 24.Cxd5!! deixando tudo no ar, mas pega boa vantagem devolvendo a peça em momento certo, e abrindo todo o rei preto. Por exemplo: 24...cxd5 25.Bxg7 e Dxd5 por vir, etc. Depois de 24.Cf3?, seu adversário jogou todos os lances finos até ganhar, praticamente igual o Fritz, apesar de ter disponível só os 30 segundos de acréscimo a cada lance (gênio!).
Fier sacrificou um peão logo cedo na abertura, e manteve ótima atividade, até chegar em posição bastante boa depois de 16.Cxe6! Ao jogar 16...Re7?, o branco ganhava com 17.The1! seguido de Txe6!. Fier jogou 17.Cf4, que parece suficiente também, mas 17...Bg7 defende milagrosamente, e de repente iguala de novo. Empataram uns lances mais tarde, rs.

Partidas do dia (quarta rodada)

Fier
Diego
Henrique
Gustavo
Diamant

Eu encarei uma Caro-Kann, joguei a linha do avanço e repeti a idéia de Motylev-Cvitan, 8.Ce1 diretaço. Mesma idéia que joguei contra Leitão esse ano no Covas. Almagro usou a mesma idéia de Rafael, de jogar 8...f6, para provocar 9.f4 e ter a opção de colocar o bispo em 'e4'. Mas depois, preferiu um set-up de peças mais agressivo com Dc7 e O-O-O, bem interessante por sinal. Ao jogar o duvidoso 13.Cd2?!, o preto fica muito ativo com 13...Cf5 e 14...g5!. A opção que me incomodaria bastante era 17...gxf4! 18.exf6 Bxf6 19.gxf5 exf5, e com 20.Rh1 me sinto pior, pela enorme compensação, mas dá pra jogar ainda. Seguindo a partida, tenho vantagem depois de 21.fxe6. E daí pra frente, Cd3-Cc5 chegou forte e a pressão deu certo.



PS1: Hoje a turma da cozinha fez um frango com batata classe A, pra variar um pouco. Ninguém agüenta se mexer mais depois de tanta comida... rs.

PS2: Mesmo com tanta comida, aqui também tem a turma da academia. Afinal das contas, é bom não ganhar uns 15 quilos de repente. Encontramos uma aqui na esquina, e até agora já foram dois dias religiosos de malhação antes da rodada, tendo Henrique de personal trainer da galera, rs. Não vou mencionar quem preferiu ficar no ap... hehehe

KSM!

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Parla - 6/6 na terceira rodada!

Desde a primeira rodada de Sants não se via 100% da equipe brasileira, e hoje foi dia!

Henrique acertou mais um peão dama preciso, dessa vez enfrentando um gambito Benko. Escolheu a boa linha do fianchetto e não teve problemas em converter o peão a mais gradualmente.
Gustavo saiu sólido de pretas da abertura, contra um sistema London, e foi pegando a vantagem aos poucos, até criar uma pressão interminável na coluna 'b'. No final, já tinha posição completamente ganha, antes do branco jogar 28.Cd2??, forçando o abandono no ato, ao levar 28...Dxc3+, destruindo toda a resistência.
Diego jogou no estilo que gosta de adotar normalmente - primeiro é preciso igualar para depois buscar a vantagem. Ao pegar o par de bispos na abertura, adquiriu uma mínima vantagem, e mais tarde teve que espremer um finalzinho de torres, que deve estar balanceado, mas o preto estando sempre um passo à frente. No lance 52, o branco entrou em um final de peões sem esperanças, mas a essa altura, a vantagem de 'Bera' já começava a ficar decisiva.
Fier ganhou sem maiores problemas do boliviano Jorge Molina, que já jogou bastante pelo Brasil em tempos passados. Depois de uma troca de damas na abertura, e possuindo melhor estrutura, conseguiu o par de bispos, e dai até o fim viu-se um domínio e 0-1 inevitável.
Diamant acertou outra partida boa, e criou um ataque monstro na ala da dama logo, assim que seu oponente escolheu um plano bem duvidoso de jogar O-O-O na cara da coluna 'b'. Ele deixou passar uma idéia fina de 20...axb3!! 21.Te7 Dxe7! 22.Bxe7+ Rxe7, e o branco tem problemas sérios, por causa da ameaça de Bh6 cravando a dama, além de bxa2, etc. De qualquer maneira, manteve alguma vantagem e arrematou lances mais tarde.

Partidas do dia (terceira rodada)

Gustavo
Diego
Diamant
Fier
Henrique

Na minha partida, meu adversário se equivocou logo de começo e jogou um ataque inglês normal contra a formação das negras de Najdorf/Scheveningen (peões em e6,d6,a6), porém com o bispo em 'g5', que é algo duvidoso. Normalmente, essa peça fica em e3, abrindo caminho para o avanço dos pimpolhos na ala do rei (g4,h4,g5, etc.) Logo em seguida joguei um 13...h6?! duvidoso, pois só ajuda ele a abrir a coluna 'g'. Eu aprendi quando pequeno a não mexer nos peões na ala que o seu oponente esteja atacando. Mas às vezes esquecemos, pelo jeito... rs. Uma idéia boa era 18.Tg1! seguido de g5, tentando explodir tudo. Depois de 20...g6, acho que tenho uma posição bastante confortável. E ao ver 21.Th1, só imaginei comer o peão direto, esqueci de 21...e5! antes, que dá vantagem quase decisiva, pois o cavalo tem que ir lááá pra trás, hehe. Quando chegou no apuro, meu adversário deixou escapar 28.Cxc3 Cxc3+ 29.Rc1 Cxd1 30.Rxd1 Da1+ 31.Rd2, e o branco não tem problemas. O rei está bem seguro em 'd2'. Faltou alguma técnica com o peão a mais. Por exemplo, 34...b4! era bastante bom. Converti em um final de torres, mas é suspeito que eu tenha alguma vantagem com 40.Th2, pois a ala da dama branca também anda. Na corrida de peões subseqüente, o preto chega bem antes, e a vitória veio.



Amanhã temos Brasil na mesa 1 e 2!
Diego sobe contra o MI espanhol Herraiz (o number 1 do torneio Epishin empatou hoje). Na 2, eu enfrento o MF Almagro, e Diamant, com 100% também, cai para pegar o próprio Epishin, no grupo de 2,5/3. Fier tem pela frente o local Adan (2205), Gustavo joga com o também espanhol Ruiz (2274), e Henrique, que fica na primeira metade, joga com o artilheiro (rs) Cabanas (2019).

PS1: A dupla Diamant-Henrique mostraram toda a habilidade culinária, e nos brindaram com um Spaghetti classe A, com direito a dois molhos diferentes, um à moda do Ceará, outro de Goiás. hehe

PS2: O André tá tentando ser o DJ também, mas escolhendo Charlie Brown Jr. pra gente ouvir fica difícil. Tem muito o que aprender ainda o garoto... :p
Ratings atualizados e variações em Parla:

Gustavo - 2156 (+1,8)
Fier - 2584 (-1,7)
Diamant - 2425 (+4,5)
Henrique - 2236 (+3,8)
Krikor - 2513 (+4,9)
Diego - 2498 (+4,4)

KSM

domingo, 7 de setembro de 2008

Parla - Segundas impressões

Hoje, no domingão da Independência, tivemos a segunda rodada da XXII edição do Aberto de Parla.

Um pouco mais cedo, também tivemos Felipe Massa ganhando o GP da Bélgica, depois da punição de 25 segundos concedida ao piloto inglês Lewis Hamilton, que de fato cruzou a linha de chegada antes.

Completando o Domingo verde-amarelo, medalha de ouro ao brasileiro Daniel Dias nas paraolimpíadas.

Sobre as partidas:
Fier não teve problemas em ganhar um final típico vindo de um gambito do rei, abertura que joga desde os seus 5 meses de vida.
Diamant demonstrou facilidade mais uma vez, e não baixou de 1h30 no relógio em nenhum momento, até finalizar a partida com 21.Txc5!
Diego encarou uma Petroff, dessa vez com 6...Bd6, uma linha que dá mais jogo do que a hiper-sólida-e-temida 6...Cc6 (ou 6...Be7). Seguiu normalmente, até que a posição negra foi abaixo com 17...g5?? (17...g6 era bom e manteria o jogo balanceado).
Gustavo saiu bastante bem da abertura, até enfiar um peão em 'e6' na garganta do MF cubano Isam Ortiz. Alguns lances mais tarde, teve a opção de 18.Rh1!, pegando grande vantagem, com idéia de 19.Bxf4 e/ou 19.Tg1.
Seguindo com 18.Bg6? facilitou a vida do preto, que conseguiu quebrar rapidamente o firme centro das brancas, e aproveitar a vantagem do par de bispos.

Partidas do dia (segunda rodada)

Gustavo
Diamant
Fier
Diego

Na minha partida contra o Henrique, comecei errando cedo na abertura com 12.g3?! que não ajuda em nada a conter o plano direto e incômodo das pretas de ...Cxd4, ...b5, ...b4 e ...a5.
Bem mais útil seria 12.Rb1, seguindo com Bd3 o quanto antes, para poder tirar o cavalo de 'c3' para 'e2', quando chegar ...b4. Daí, no caso do preto jogar ...a5, o branco tem Bb5!, cutucando o cavalo de 'd7', como em Karjakin - Iljushin, em boa vitória branca. Ainda assim, acho bem interessante a linha para o preto, e é questão de achar alguma melhora nessa partida citada.
Pois bem, voltando... Depois de 18...a4!, não vejo um motivo para o branco ficar feliz, e daí até o lance 24 estou claramente por baixo, e o preto tem diferentes opções para continuar a pressão, apesar de nada definitivo. o sacrifício com 24...d4!? é interessante, pois o tema da torre caindo em 'h1' é bem chato. 27.Thd1 se fazia necessário,e depois de 27...Dxe5 28.Ce7+ Rh8 29.Ba4 Bd3+! 30.Ra1, o preto no mínimo tem empate com 30...Txb2! 31.Txb2 Tb8 32.Tdd3 Dc3 33.Ra2 Bc4+ 34.Rb1 Bd3+, etc., embora eu ainda ache que o preto pode seguir atacando, com as melhores chances. Seguindo a partida, 27.Cxh6+?? gxh6 28.Dxh6? permitia o atropelante 28...Txb2+! 29.Rxb2 Dxe5+, e o preto ganha com Tb8+, Bc4+, Da1+ chegando, etc.
Depois de 28...Tfc8?, o branco volta a ficar ganho com a seqüência jogada.



Dia livre em Bilbao - amanhã começa o segundo turno.
Força Topalov e Aronian! :D
PS1: Nosso 'el cocinero' Diamant recomeçou a saga aqui, já que temos cozinha, rs. Dessa vez, ele tem companhia de outro mestre na culinária, Henrique. Com duas pessoas a mais para comer, sobra mais prato para recolher e lavar, mais dor de cabeça pra mim e pro Dieguito. Também mais lixo pra tirar, azar do Fier. E o Gustavo... logo arranjaremos algo pra ele fazer, mas ele tem dado bastante apoio moral, rs.

Até amanhã!

KSM

sábado, 6 de setembro de 2008

Parla - Primeiras impressões

vvvvvvvvvvvuenas noches!

Falando diretamente de Parla, município a 30km de Madrid, a primeira cidade que visitamos na Espanha legítima, pois Barcelona é Catalunya e Bilbao é País Basco. Na verdade, vimos bastante gente na rua falando um idioma irreconhecível, mas logo logo passaremos essa história a limpo.

Resumindo o dia de ontem em Bilbao, três resultados sangrentos = 1-0, 1-0 e 1-0.
Topalov (não falei que ele vai ganhar?) deu show e ganhou em 25 lances do atual campeão mundial Anand, bonito de ver.
Aronian deu uma aula sem igual, numa condução exemplar de como jogar contra peão isolado e bispo mau.
Carlsen ganhou em posição complicada contra a dragão chinesa de Radjabov (vastamente estudada pelo analista brasileiro da Costa Jr, e tem como expoente nacional Eduardo Marra, que já anotou muitos pontos usando-a).

No nosso último torneio de ping deu Brasil de novo!
Fier carimbou o segundo ouro com 7,5/8 em primeiro, Diamant figurou bem com 6,5/8, eu e Diego 6/8, e Gustavo 5,5/8.

Saímos hoje cedo de Bilbao, e chegamos em Parla depois de quase 6 horas de viagem (5 até Madrid, mais uns 40 mins até aqui).
Na primeira rodada, 5,5/6 para o Brasil, com empate do nosso popstar Alexandr Fier, que se embananou contra o local Francisco Tejedor. Na posição final, o branco tem uns 6 pontos de vantagem no Fritz, rs.
Gustavo ganhou em partida bem interessante ao sacrificar um peão na abertura e manter boa atividade de peças, até 21...De2! forçando o abandono de seu adversário.
Henrique mostrou bastante xadrez em sua sólida e eficiente Catalã, aproveitando muito bem o peão isolado de 'd5' a partida toda.
Diego pontuou em partida de ataque contra o local Javier Escudero - ex-aluno meu via Internet, de 2004 a 2006(!). O branco se equivocou ao jogar 12.Df2 ao invés de 12.g5 na abertura, e a partir daí o preto tomou a iniciativa e dominou bem até o fim.
Diamant não teve problemas para entrar rapidamente em um final bem ganho.

Partidas do dia (primeira rodada)

Diamant
Henrique
Fier
Diego
Gustavo

Eu joguei com a jovem e bela Maria Yanguas (fotos mais tarde, rs), que logo na abertura veio com uma idéia exótica de jogar c3, Dc2, e passar o cavalo de c3 para d4. Depois do rumo normal, eu consegui isolar o peão de 'e4' como de costume, mas ela manteve ótima atividade de peças, até se equivocar com 30.Bf4, deixando o peão de 'c3' no ar. Logo mais, não demonstrei nenhuma técnica até permitir ela dobrar confortavelmente na coluna 'c' e ter a opção de 37.Cf5! que complicaria o andamento do processo de conversão do peão. Entretanto, ganhei um pouco mais tarde com um ataque decisivo nas casas pretas perto do rei dela debilitadas lá na abertura.



Links úteis:


PS: Não há transmissão on-line das partidas aqui, infelizmente. O torneio é jogado em um clube,
bem simples. O ambiente é bem caseiro, nada muito sofisticado.

PS2: O software não perdoa, já tem BRA x BRA na segunda rodada, eu jogo com o Henrique.

PS3: Cuidado ao pegar um táxi em Madrid ou retangulezas. Eles vão tentar te cobrar mais, fazer o caminho mais longo, dizer que suas malas não cabem no porta-malaste e coisas do tipo.

PS4: Cuidado com os Albergues de Bilbao. Tudo corria bem até a última noite, quando chegou m rapaz (claramente bêbado) querendo dormir no nosso quarto (com 5 camas e 5 pessoas). No fim, ficou claro que bêbado estava certo e o erro era do próprio Albergue, e o guardinha da noite teve que arranjar um outro quarto livre pra ele.

PS5: Mais cuidado ainda com os Albergues de Bilbao. Não sei se era uma convenção de escoceses, mas todo dia às 8 da madrugada se ouvia sons infinitos de Gaita-de-Fole (by Fier, essa eu não sabia). Para quem já ouviu, deve saber o quão estarrecedor (não que seja ruim) esse som pode ser. Quando estávamos indo embora hoje cedo, esperando pelo táxi na porta do albergue, (às 7:00 da matina em ponto - todo mundo com muito sono), chegaram três cidadãos e botaram a boca na gaita... é mole? A sensação de ter os tímpanos perfurados foi unânime, rs.

PS6: A rodada aqui começa todo dia às 18:00, horário de Parla, 13:00 em Gurupi (TO). O ritmo é 1h30m + 30s / lance. Então esperem o post mais ou menos lá pela meia-noite daqui, ou 19:00 aí.

Feliz dia da Independência a todos, mesmo que caia de Domingo. :p

KSM

quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Bilbao - Terceira rodada

E a Bulgária vai ao delírio!

Bom, até agora meu palpite para o campeão vai bem, rs. Claro que ainda tem muito chão, mas ao fim da terceira rodada, lidera sozinho o perigoso ex-campeão mundial Veselin Topalov, ao ganhar de pretas do garoto-super-prodígio Magnus Carlsen, em excelente apresentação. Ao sacrificar um peão na abertura com 15.b4, o branco esperava manter boa atividade, e quando fosse o caso, recuperar o peão e disfrutar de um centro estável e melhores peças. Entretanto, o preto devolveu o material na hora certa, e tomou à frente no final, ao começar a pressionar diretamente o centro, até então supostamente estável das brancas. Depois do descuidado 21.Cd2?, a perda do primeiro peão foi inevitável, e o segundo foi sacrificado para tentar algum esperneio, eficientemente neutralizado por 'Topa'. Infelizmente não tivemos a possibilidade de ver o depoimento dos jogadores após a partida.
Ivanchuk segurou de pretas uma posição aprentemente inferior contra o azeri Radjabov, que parecia estar com tudo ao jogar 21.g4! - Teimour declarou depois da partida que sentia ter uma ótima vantagem a essa altura, mas o relógio estava correndo e ele não via nada concreto, e nesse meio tempo, Chucky conseguiu ajeitar bem as peças, com um típico sangue frio e objetividade, forçando o branco a jogar um perpétuo para não perigar ficar inferior, já que um cavalaço se instalou em 'd5' e não pretendia sair de lá tão cedo. O ucraniano disse que estava restringido na abertura, mas não sabia ao certo o que estava acontecendo, e que estava sempre de olho na idéia branca de g4, contra a qual considerava ...fxg4, e não via nada de especial para o branco, mesmo se chegasse a jogar f5, pois o cavalo de 'd5' sustenta muito bem a posição.
Aronian, como sempre, criou bastante na partida e pareceu assumir a vantagem quando sacrificou a qualidade e colocou um peão em 'a7'. Daí para a frente, Anand se defendeu firmemente e não permitiu qualquer tipo de progresso em nenhuma das alas por parte do branco. Os lances Tc7-Tcc8 são suficientes para que o preto não entre em 'zugzwang' (falta de lances bons).

No torneio de ping diário, Cuba levou o primeiro 'ouro', com Aramis ...., que ganhou de tudo que é brasileiro hoje, rs.
Em segundo, Fier com 7/8. Eu terminei com 6/8, no oitavo lugar, Diego e Diamant fecharam com 5,5/8 em décimo e décimo primeiro, respectivamente, e Gustavo fez 5/8.

Amanhã temos:

Topalov x Anand
Aronian x Ivanchuk
Carlsen x Radjabov


PS: Amanhã de noite seguimos até Parla. Mais umas boas 6 horas de viagem.
De lá escrevo as primeiras impressões do nosso próximo torneio pensado.

PS2: Meus cumprimentos a 2 GMs Tops brasileiros pelas vitórias em São Paulo no Torneio da Amizade e no Torneio 'Ideal Max Euwe'.
Giovanni mostrou sua boa forma, terminando com indiscutíveis 8/9 no aberto, enquanto que Milos fez seus clássicos 6,5/9 (+4) em torneios de norma, rs. (o cara nunca vai mal...)
Ressaltando que no torneio fechado, o Brasil se saiu muito bem, com os outros dois representantes (Matsuura e El Debs) terminando com 5,0/9 (+1).

KSM

quarta-feira, 3 de setembro de 2008

Bilbao - Segunda rodada

Hoje foi um dia mais tranqüilo na 'urna' onde estão sendo jogadas as partidas, em Bilbao.

Anand e Radjabov empataram sem grandes emoções, trazendo mais uma vez a surpresa do atual campeão mundial indiano não conseguir qualquer vantagem na abertura com o seu tão assustador 1.e4 (dessa vez encarou a firme Sveshnikov de 'Radja').
Topalov e Aronian jogaram uma partida bem interessante, mas sem enormes emoções. Quando Topa conseguiu algum ataque, Aronian chegou em tempo com ...b4 e ...a3 para incomodar o suficiente e forçar um empate por repetição. Depois da partida, o GM armênio declarou ter achado interessante seu plano de ...Th5 e ...Td5, mas também disse que ...c5 e ...O-O era mais trivial, e podia ser jogado. Respondeu também uma pergunta do 'host' espanhol Leontxo García, sobre o antigo conselho soviético de empatar uma partida depois de uma derrota. Levon disse que não segue esse conselho à risca, e quando tem energia e possibilidades, tenta mais ainda ganhar a próxima, depois de algum resultado negativo.
Eu achei deselegante quando esses dois jogadores foram questionados sobre as chances de Carlsen se tornar o número 1, e se isso era questão de tempo apenas. Seguramente é um fato a ser discutido, mas perguntar justamente àqueles que estão na luta para tal me parece algo bem desagradável. Topalov foi bastante humilde ao dizer que o norueguês é um candidato sério a desbancar Anand, e Aronian declarou que não é algo fácil de se saber, e muito menos deve-se colocar pressão no garoto, afinal só o tempo vai responder isso.
A partida mais interessante do dia foi de novo do ucraniano 'Chucky'. Ele entrou em uma linha que Carlsen tem jogado sistematicamente (Dragão com Tc8, e 12...a6, quando o branco jogar 12.Rb1, que é o lance crítico). Todos achávamos que ele teria algo preparado na ponta dos dedos, mas era hora dele começar a mofar durante uns 40 minutos e jogar o interessante 13.The1, diferindo do natural 13.h4 (como dizia Fischer: contra dragão, é pan, pan, pan... e mate).
Segundo a partida de hoje, 19.h3 parecia mais interessante, do que 19.Bxf7+. Ou mais tarde, 22.Ra1 Bxe6 23.Cxe6 Dc8 24.Td4! Cxa2 25.Dh3, com alguma vantagem, apesar da quizumba.

No ping diário, deu Brasil de novo!!
Dessa vez, Fier com 7,5/8 em primeiro, Diamant com 6,5/8 em terceiro, Dieguito com 6/8 em oitavo, eu e Gustavox com 5/8, em décimo-e-alguma-coisa.

Enfim... é isso aí, amanhã tem:
  1. Radjabov x Ivanchuk
  2. Aronian x Anand
  3. Carlsen x Topalov

Respondendo os comentários:
  • O ganhador do bolão vai levar no máximo cumprimentos, rs.
  • Sobre o livro, falta só um escritor, porque história já tem de sobra (podem acreditar)
  • Valeu Henrique pela análise, dados interessantes mesmo.
  • O Diegão tinha me falado, mas esqueci ontem... ele agradeceu de coração todo mundo que o parabenizou pelo desempenho e pela norma em Sants! A alegria foi grande aqui, mas ver tanta gente feliz por ele não tem preço.
  • Foto onde aparecem da esquerda para a direita:(Diego, Gustavo, eu, Diamant, Fier)

KSM